Glossário

A | B | C | D | E | F | G | H | Í | J | L | M | O | P | R | S | T | V | X

Granité

Tecido com aspeto de crepe ou granulado, produzido com os mais variados tipos de fibras, obtido por ligamento específico, pela utilização de fios com elevada torção, ou por ambos. Também conhecido como Musse.

Guipure

Tipo de renda fina feita à mão e transparente.

Helanca

Tecido elástico para calças e bermudas, produzido com fio de poliamida texturizado por falsa torção, geralmente colocado na trama (a helanca geralmente tem elasticidade no sentido lateral).

Índigo Blue

: nome do tecido utilizado universalmente para calças jeans. O nome índigo é uma alusão à planta indiana chama "Indigus" a qual contém na raiz um corante de coloração natural azul e na época servia de base para tingimento nas tribos. Hoje o índigo define-se como corante para calças jeans em tons de azul.

Irisado

Tecido com acabamento para dar aspeto semelhante ao arco-íris.

Jeans

Nome em inglês do fustão de algodão com ligamento sarja, ou seja, igual a brim, denim, coutil, atualmente na cor Azul Índigo. Jeans na gíria inglesa significa calça, macacão, etc.

Jersey ou Jérsei

Tecido de malha leve e de ligamento simples, muito usado para lingerie. O tecido de jersey possui uma única face. A produção de tecido de jersey é feita em máquinas que possuem um único conjunto de agulhas (frontura).

Juta

fibra têxtil obtida da planta tiliácea. As fibras de juta são extraídas do caule de "plantas duras", assim como o linho, o cânhamo, etc. Trata-se de plantas herbáceas anuais, ou seja, alcançam a maturidade no decorrer de um ano, produzindo sementes para os demais períodos de cultivo, exigindo, porém, para um bom desenvolvimento, calor e humidade. Possuem um caule reto com circunferência de cerca de 3,80 cm e altura entre 1,5 e 3 metros. A fibra de juta apresenta, geralmente, um brilho sedoso e, quando comparada ao linho, é mais quebradiça, o que a impede de ser transformada em fios finos, já que os feixes não se separam tão bem no sentido longitudinal. Elas apresentam um fino "brilho" sedoso, um toque grosseiro e áspero, embora as de melhores qualidades sejam suaves e macias. A juta não é tão resistente nem tão durável quanto o linho, o cânhamo ou o rami. É uma fibra barata, e encontra-se disponível em grande quantidade. Além das aplicações mais comuns como, por exemplo, tecidos para sacos e telas de aniagem, os tecidos de juta, têm tido grande aceitação junto dos decoradores, devido ao seu aspeto rústico.

Fibra natural de origem animal, macia e ondulada obtida principalmente do pêlo das ovelhas domésticas, e de outros animais como o camelo, a alpaca, as cabras de Angorá e de Kashmir, a lhama e a vicunha, e utilizadas no fabrico de tecidos. A lã diferencia-se do pêlo pela natureza da superfície externa das fibras. A superfície vária de acordo com a espessura e a ondulação da fibra. Devido a essa ondulação, a lã tem uma elasticidade e uma resistência longitudinal maiores que outras fibras naturais. É quente e confortável e um excelente isolante térmico.

Laise

Tecido leve de algodão, com aplicação de bordados. Originário da França.

Lamê

Tecido liso ou jacquard, utilizando fios metálicos, ouro, prata, etc., muito utilizado na moda feminina e para roupas de carnaval.

Linho

Fibra natural de origem vegetal procedente do talo do linho, tem como principal característica o aspeto rústico, o que é natural da sua fibra. Quando combinado com a viscose torna-se bastante favorável ao processo de tingimento. O linho é uma fibra bastante forte. Os tecidos são duráveis e fáceis de serem submetidos a certos trabalhos de manutenção, tais como a lavagem. Quando molhados, a resistência dos mesmos pode ser 20% superior ao mesmo tecido em estado normal. As fibras de linho têm uma aparência lustrosa. Este elevado "brilho" natural é proporcionado pela remoção de ceras e outros materiais.

Lona

Tela pesada de algodão, destinada a recobrir cargas ou proteger produtos perecíveis, principalmente usada para caminhões. Atualmente, a Lona pode ser feita com diversas matérias-primas além do algodão, como poliéster, poliamida, etc. e com diversos acabamentos, sendo muito utilizada, também, para a confeção de bolsas, ténis, barracas, cadeiras de praia etc.

Lonita

Tecido consistente de algodão liso, listrado ou xadrez (axadrezado?), muito utilizado na confeção de jaquetas, toalhas de mesa capas, etc.

Lycra

fibra sintética inventada pela Du Pont, pertence à classificação genérica elastano das fibras sintéticas (conhecida como Spandex nos E.U.A. e Canadá) sendo descrito em termos químicos como um poliuretano segmentado. Com notáveis propriedades de alongamento e recuperação, enobrece tecidos, adicionando novas dimensões de caimento, conforto e contorno das roupas. Pode ser esticado quatro a sete vezes o seu comprimento, voltando instantaneamente ao comprimento Original quando a sua tensão é relaxada. Resistente ao sol e água salgada, mantém-se flexível no uso e com o passar do tempo.
Um tecido jamais é feito de 100% Lycra: a Lycra é usada em pequenas quantidades, sendo sempre combinada com outra fibra, natural ou sintética. A fim de preservar as qualidades e características da fibra principal, a Lycra é revestida pela mesma, assim qualquer que seja a mistura, o tecido concebido com a Lycra irá sempre conservar a aparência e toque da fibra principal.

Malha

Chama-se malha de trama a todo o tecido produzido através de processos de fabrico nos quais pelo menos um fio de trama é transformado em malha. Os tecidos de malha podem ser produzidos de modo manual ou mecânico e são o resultado da formação de malhas provenientes de um ou mais fios, que se interpenetram e se apoiam lateral e verticalmente por meio de agulhas. A malha, elemento fundamental desse tipo de tecido, composta por uma cabeça, duas pernas e dois pés. A carreira de malhas é a sucessão de malhas consecutivas no sentido da largura do tecido. Já a coluna de malha é a sucessão de malhas consecutivas no sentido do comprimento do tecido.
A estrutura e a geometria dos tecidos de malha diferenciam-se substancialmente dos tecidos planos, onde a trama e o urdume entrelaçam-se formando uma armação rígida que resulta num produto final sobretudo resistente. A malha, ao contrário do tecido plano, não nasce de uma armação trama-urdume, mas é feita com um só fio que corre em forma de espiral horizontalmente (malharia de trama) ou de vários fios longitudinais, um por agulha (malharia de teia ou urdume). Em ambos os casos o fio assume a forma de laçada, sendo que cada laçada passa por dentro da laçada anterior sem que exista algum ponto de ligamento fixo entre elas. Essas laçadas ou malhas assumem um aspeto de fios em forma senoidal que se sustentam entre si e que são livres para mover-se quando submetidas a alguma tensão, o que caracteriza a flexibilidade dos tecidos de malha, os quais podem, dessa forma, abraçar as mais complexas formas do corpo humano.

O tecido de malha é ainda elástico porque as laçadas podem escorregar umas sobre as outras, quando sob tensão e retornar à posição inicial quando se cessa a solicitação.
Outra propriedade das malhas é a porosidade, o que proporciona um conforto fisiológico notável.

Matelassê

Tecido jacquard ou maquinetado, onde os motivos são em alto-relevo (tipo "cloquê"), o efeito é obtido com 2 rolos (tecido "doublé étoffé") e o enchimento com uma trama especial grossa, fiada com pouca torção, em geral de algodão, lã cardada, ou fibrane. Chama-se também jacquard acolchoado. Nome também utilizado para qualquer tecido acolchoado do tipo cobertor acolchoado, liseuse, peignoir, blusões, etc.

Moiré

Tecido chamalotado. O tecido destinado a ser chamalotado deve respeitar os seguintes critérios:
1) Apresentar um aspeto gorgurão bem marcado e por esse motivo usa-se o tafetá ou o Gros de Tours, sendo o urdume, de preferência, de fios contínuos e a trama sempre mais grossa e redonda, de fios contínuos ou fiados (torção de binagem sempre elevada).
2) A regularidade das batidas é um fator primordial para a obtenção de um chamalote perfeito. Qualquer variação na quantidade de tramas por centímetro, provoca uma interrupção do chamalote.

Musseline (Musselina ou Mousseline)

Tecido muito leve e transparente, com toque macio e fluido, desenho tafetá, fios de seda (de acetato, viscose, lã ou algodão, poliéster, poliamida), com torções elevadas. Em geral, o tecido é cru (ou com seda tinta em cru), com vários acabamentos, conforme a qualidade da musseline.

Organdi

Tecido leve semelhante a musseline, com acabamento engomado. A musseline recebe uma purga completa para eliminar toda a goma e depois é tinta. O Organdi perde na purga somente 10% da goma (tinto em cru), o que lhe dá um toque encorpado.

Páginas