V

A | B | C | D | E | F | G | H | Í | J | L | M | O | P | R | S | T | V | X

Vagonite

Tecido semelhante à étamine, porém, com a trama mais fechada, utilizado também para bordados.

Veludo

Veludo: é um tecido muito antigo, criado na Índia. O veludo é um tecido que apresenta do lado direito um aspeto peludo, macio e brilhante; estes pêlos são curtos, densos, de pé, e fazem parte da estrutura do tecido. Existem 7 tipos principais de veludo, conforme o processo de fabrico  do tecido:

Veludo Simples Peça: produzido em teares especiais onde o ferro entra na cala para formar um efeito de "bouclê", com os fios de urdume. Na retirada do ferro, estes fios são cortados ou não, conforme o tipo de veludo desejado. Este tear produz um só tecido, ao contrário do tear de veludo dupla peça. Este sistema é o mais antigo, muito demorado (em virtude da introdução do ferro) e muito caro. Ainda é um pouco utilizado para produzir tecidos de alta-costura e para o estofamento de luxo (restauração de castelos, palácios, monumentos históricos, etc.). Existem 3 tipos deste veludo:

  • Veludo Frisado: o ferro não tem faca e por esse motivo não corta o bouclê, que dessa forma é oco, macio e muito bonito.
  • Veludo Coupé (cortado): o ferro possui na extremidade uma pequena faca (como uma lâmina de barbear), a qual corta todo o bouclê, antes da retirada do ferro. Isso produz o pêlo do veludo. Vários tipos e tamanhos de ferros são utilizados para variar e enriquecer os mais diversos tipos de veludos.
  • Veludo Ciselé: reúne os 2 tipos de pêlos ou seja: o bouclê e o coupé e assim, por exemplo, em jacquard, pode harmonizar vários efeitos de pêlos bouclê e cortados de diversos aspetos e tamanhos. O jacquard tem, desta forma, um alto-relevo.

Veludo Dupla Peça: também produzido com teares especiais, é considerado atualmente como sendo o veludo tradicional. É principalmente utilizado para vestidos, estofamentos, etc .

Veludo de Trama (Velours Trame / Velours D'Amiens): veludo feito em teares convencionais. Em primeiro lugar é feito um tecido normal, com desenho tipo reps, a base de flutuação de trama. Estas flutuações de trama são cortadas no acabamento, com uma máquina especial e assim se formam os pêlos do tecido. Eles podem ter um aspeto liso ("peau de taupe") ou cotelê.

Pelúcia : veludo comum, tipo dupla peça, mas com pêlos muito compridos e destinados a imitar os pêlos de vários animais (existem 2 tipos: pêlos em pé e pêlos deitados).

Falsos Veludos: existem basicamente 2 tipos de falsos veludos:

Veludo Flocado: falso veludo que atualmente podemos considerar como veludo, pelo aspeto obtido. Utiliza-se um tecido qualquer, de preferência algodão ou similar, em tafetá, o qual é introduzido numa máquina que cola sobre o tecido uma camada de pêlos (Viscose, Acetato, Poliamida, Poliéster, etc.) O processo utilizado é eletrostático. A cola passada no tecido pode ser uniforme ou do tipo estampada, o que permite vários efeitos. De seguida, o tecido é polimerizado para firmar o pêlo sobre o tecido. É usado principalmente para estofamento, revestimento, decoração (pouco usado para vestidos, devido a não ser poroso e um pouco rígido).

Gratté: falso veludo feito a partir de tecido de malharia, o qual recebe um tratamento tipo flanelagem. O tecido é, em geral, de fio contínuo e recebe um acabamento com uma máquina cujos cilindros, guarnecidos de agulhas finas, arrancam os filamentos dos fios da superfície do tecido. Eventualmente, pode receber uma passagem de navalhadeira para igualar os pêlos.

Viscose

fibra artificial obtida a partir da "Viscose", que é uma solução obtida pelo tratamento de celulose, de grande importância industrial, especialmente no fabrico do raiom, do acetato e do celofane, os fios e fibras de viscose são semelhantes ao algodão em absorção de humidade e resistência à tração; apresentam toque suave e macio e um caimento comparável ao do algodão. Características: macia e agradável para o verão; absorve bem a humidade e a transpiração; resiste bem à luz e às traças; torna-se pouco resistente quando molhada; encolhe e amarrota com facilidade; sensível ao ácido acético; amarela e desbota com a transpiração; queima com facilidade.

Voile, Voil ou Voal

Tecido tipo musseline, mais pesado, produzido com fios muito finos (porém mais grossos que o da Musseline) altamente torcidos e com baixa densidade, resultando numa aparência fluida, leve e transparente. Muito usado para cortinas. Denominação também usada atualmente para tecido de cortina tecida, de poliéster ou poliamida, leve e transparente.