5 locais onde vender os seus produtos de costura sem grandes custos

Criar produtos à base da arte de costurar pode ser mais do que um hobby, pode ser também uma fonte extra de dinheiro. Nos dias de hoje o artesanato urbano está na moda, e os produtos de costura também fazem parte dele. A costura não se resume a criar peças de roupa banais ou a fazer arranjos nas mesmas. Hoje em dia, a costura é mais do que uma atividade, passou a ser conotada, em muitos casos, como arte. Inúmeros artistas criam peças de arte à base de costura. Para além da arte, a costura serve para encantar crianças, criando brinquedos originais e em conta, criar peças de bijutaria, personalizar produtos, levar peças mais além… Os produtos de costura originais feitos à mão, são incríveis para desenvolver ideias novas como as que surgem na área do artesanato urbano, incluindo peças de roupa originais, mas não só. Não costure só para si e para oferecer presentes aos seus familiares, aproveite para comercializar as suas peças, pois hoje é muito fácil. Quer saber onde?

1. Nas feiras de artesanato tradicionais

Atualmente, surgem inúmeras feiras de artesanato, umas mais direcionadas ao artesanato clássico, outras para o artesanato urbano e outras com uma componente vintage. Não necessita de vender os seus produtos numa feira de artesanato de grandes dimensões, poderá começar por uma feira mais local, e mais direcionada ao seu tipo de produto como, por exemplo, as feiras de urban market organizadas pela Portugal Lovers.

2. Numa feira virtual de artesanato urbano

Se prefere ficar no conforto do seu lar a gerir as vendas dos seus produtos sem grandes preocupações, apenas prestando atenção às atualizações de stock e ao envio dos produtos,  saiba que pode fazê-lo em locais como o Etsy, ou em língua portuguesa, no Artemix.pt . Poderá fazê-lo facilmente com custos muito baixos. Nestas feiras virtuais poderá criar a sua loja, vender os seus produtos, de forma fácil, não necessitando de estar preocupada com a gestão de um site de e-commerce e, acima de tudo, junto do público que gosta deste tipo de produtos a chegar à sua loja diariamente sem ter de se preocupar com isso.

3. Em associações culturais

As associações culturais são excelentes locais para vender produtos desta natureza, pois são boas embaixadoras dos produtos locais e artesanais. Se pertence a uma associação local, ou conhece alguma que dá apoio a este tipo de atividade, do que está à espera para fazer parte? Estas associações usualmente organizam feirinhas, exposições e workshops para os seus membros. Informe-se na sua câmara municipal.

4. Num site de classificados

Se apenas quer testar os seus produtos, ou tem uma quantidade muito pequena para vender, e não quer fazer qualquer tipo de investimento no mundo online, pode optar sempre por um site de classificados como o OLX, ANossaVida... Estes locais são gratuitos e fáceis de utilizar, porém, não são tão direcionados para o seu produto. Por isso, quando se sentir mais segura, passe para uma loja mais profissional e específica, para dar credibilidade aos seus produtos e ao seu trabalho.

5. Lojas colaborativas

Locais como o espaço Artes em Partes e outros do género, onde surge o co-working, são excelentes pontos de venda para artesanato urbano, pois, têm preços de aluguer de espaço muito acessíveis. Cada vez surgem mais este tipo de lojas partilhadas, e a aderência por parte dos compradores é muito boa. Pesquise na sua cidade por este tipo de espaços, usualmente dedicados às artes, produtos vintage e artesanato urbano, e crie um espaço simpático onde pode vender os seus produtos feitos à mão, por pouco dinheiro.