Os 4 principais pontos de croché

Para quem agora se vai iniciar no croché, estes são os principais pontos que precisa de aprender, praticar e aperfeiçoar, para que possa criar todas as peças e trabalhos em croché com que sempre sonhou. Mãos à obra!

1. Nó corrediço

Talvez por ser o ponto de partida para qualquer peça em croché que este ponto se chama um nó e não um ponto. O nó corrediço não é nada mais do que uma laçada com nó feita na própria agulha, dando assim o “ponto de partida” para o restante trabalho de croché.

2. Ponto corrente

O ponto corrente é a base da primeira fila de qualquer trabalho em croché. Para além de criar os alicerces para qualquer peça criada em croché, o ponto corrente também serve para criar espaços entre pontos mais complexos.

3. Ponto baixo

Uma vez criada a primeira fila de pontos correntes, estes devem ser completados com uma fila de pontos baixos. Extremamente útil, o ponto baixo é maioritariamente utilizado para criar áreas fechadas e sólidas numa peça de croché, mas também é usado como base para pontos abertos.

4. Ponto alto

Multifacetado e muito prático, o ponto alto não só serve para trabalhar rapidamente uma peça em croché, como é facilmente agrupado em diversos formatos.